Como é transmitida a bronquiolite nos bebês prematuros

A saúde do bebê prematuro precisa de cuidados especiais, principalmente na época de outono e inverno. Como têm a saúde e o sistema imunológico mais frágeis, os prematuros podem contrair infecções respiratórias nessa época, quando o pico dessas doenças é maior.

Uma das doenças respiratórias mais comuns que afetam os pequenos é a bronquiolite. Os vírus parainfluenza, influenza e adenovírus podem causar a doença, mas o vírus sincicial respiratório (VSR) é o principal responsável.

A bronquiolite é a causa mais frequente de internação hospitalar no primeiro ano de vida dos bebês, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. Por isso, fique atento às formas de transmissão e aos fatores de risco.

Transmissão da bronquiolite em bebês prematuros

  • Gotículas que saem por meio de tosse ou espirro de alguém infectado;
  • Contágio por objetos contaminados com o vírus (brinquedo, mamadeira, panos);
  • Bebê prematuro exposto a locais aglomerados e com pouca ventilação.

Fatores de risco para a bronquiolite

  • Bebês prematuros;
  • Crianças com menos de três meses de idade;
  • Crianças que não foram amamentadas pela mãe;
  • Exposição à fumaça do cigarro;
  • Ambientes com aglomerações de pessoas.

Em caso de dúvidas ou para mais informações, sempre consulte seu médico.

Referências